quinta-feira, 28 de agosto de 2014

(Des)Montada...



Adoro quando me lambes assim!





De cu empinado para ti, abro-me à tua língua ferozmente aplicada. Lambes-me a torto e a direito. Penetras-me com um dedo. Dois dedos. A língua. Lambes e relambes. Ao de leve. Com mais fricção e pressão. Sopras. Quase nem te sinto a tocar com a ponta da língua no clítoris entumescido e inchado. Agito as ancas vertiginosamente na tua boca. Busco a tua língua gulosa com as pernas bem abertas para ti. De clítoris vibrante. Assim que sinto a tua respiração fresca, mas quente, esfrego-me em ti... Lambes-me por tempos infindos. Prolongas um prazer extremo sem me deixar chegar ao orgasmo. É avassalador a forma como consegues manter e protelar o prazer. O orgasmo, esse quando chega, estremece-me o corpo. Faz-me gemer bem alto. Mais alto do que o esperado. Por mais tempo. Torço-me e contorço-me, amparada pelas tuas mãos. E o orgasmo não acaba....

6 comentários:

  1. Os gritos de prazer num orgasmo, são sinais, para os deuses ouvirem, por isso, que sejam "bem altos"!! ;)

    Bjo*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estes orgasmos mereceram! ;)

      Beijos Luxuriosos

      Eliminar
  2. Respostas
    1. Eu Simplesmente, e muito bom de repetir!!!

      Beijos Luxuriosos :)

      Eliminar
  3. Ahhh!! Minha querida Eva

    como desejo matar minha sede em tua fonte tão fresca e caudalosa...

    Um beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahhhh Pedro...

      Há apetites que nunca se perdem, quando os desejos são assim fortes!

      Beijos Luxuriosos ;)

      Eliminar