segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Tua...



Acomete-me um desejo violento em desgovernar os lençóis de uma qualquer cama.
Desvirginar a alma de falsidades.
Pele que queima mais que o ponto mais central do planeta.
Entranhas corroem-me o pensamento.
A pele desassossegada abdica da busca, atira a toalha ao chão e lamenta-se.
Ausência de vislumbre do teu corpo no meu.
Estremece-me internamente o âmago do meu ser, irremediavelmente amarrada a um sexo teu.
Escondido estás, invisível perante a cegueira dos meus olhos.
Demanda desconexa dos meus sentidos....

9 comentários:

  1. Respostas
    1. Palavras que revelam o êxtase em desatino.

      Beijos Luxuriosos :)

      Eliminar
  2. são eles... (os sentidos) ... quem (de)mandam desconexamente em nós!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. os desejos, carlos... os desejos...

      Beijos Luxuriosos :)

      Eliminar
    2. sem sentidos, não heveria desejos...

      Eliminar
  3. Empinam-se vontades... Abrem-se portais...

    Sensual... Deveras sensual!

    Beijo :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Confirmo... a vontade sensual...

      Beijos Moçoilo ;)

      Eliminar