terça-feira, 23 de abril de 2013

Nocturne...





 
Acordo alvoroçada! Estava a sonhar... estava? Contigo? Era um sonho? Sem conseguir harmonizar as ideias, encaminho os dedos para dentro de mim e certifico-me que estou húmida, excitada demais para um sonho. Padeço-me... Humm, como me reconheço na minha Luxúria insaciável!
 
Encontro-te a dormir na cama ao meu lado, um sono tranquilo, quieto, respiras profundamente... Reconheço-te com uma erecção proeminente, estaríamos os dois a sonhar? Não te acordo, tenciono espreitar-te enquanto dormes despercebido da minha vontade. Toco-me agora impelida a evaporar a tesão que me alcooliza o sono. Acaricio-me e sinto-me a humedecer cada vez mais, a preparar-me para te receber... Não agora, mais daqui a pouco, o dia ainda não amanheceu, vou deixar-te descansar por enquanto.
Esta vontade que me sobressalta o descanso, este desejo que me humedece as entranhas, esta tesão em te percorrer.. sempre. Não vou permitir que a tua pele se esqueça de como me fazes sentir, que apague os vestígios do meu deleite em ti!
Quero vir-me mas também que percebas que me estou a vir para ti... Fazias-me tropelias no sonho, vendaste-me para me dominar, vendaste-me porque sabes que gosto, e agora vejo-me no escuro a tactear para te levar à loucura. Com os dedos humedecidos de mel, acaricio-te para te acordar, excito-te a pele e a masculinidade sem permitir que resmungues, sem permissão para continuar a dormir...
 
Estás bem acordado e olhas sem me ver, só consegues sentir, e é assim que te quero a saciar uma demanda nocturna louca e premente. Somente quero que me sintas em ti porque estas memórias são tão mais fortes, ficarão tão mais gravadas na tua mente. Suspiras um gemido rouco, sentas-me no teu colo, abraças-me e percorres um trilho de beijos por todo o pescoço até ao peito. Não falas, mas adivinho as tuas palavras pela intensidade do teu abraço, pela força com que agarras nas minhas nádegas, pelo desejo que impões na tua língua...
 
Neste jogo endiabrado, 
onde perco o descanso porque me assola um desejo insaciável,
sussurro-te um "Quero-Te!"

22 comentários:

  1. É tão bom quando nem Morfeus consegue refrear os ímpetos luxuriosos... benditas noites... gloriosas manhãs!

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. O dia torna-se irremediavelmente melhor!

      Beijos, Eros

      Eliminar
  2. Respostas

    1. Que devorador acordar, diria!

      Beijos luxuriosos

      Eliminar
  3. Hummmmmm Linda forma de desejar...
    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Porque há desejos que comandam o corpo...

      Beijos luxuriosos

      Eliminar
  4. E quando a vontade se impõe, nada a consegue parar. Tornamo-nos telecomandados pelo desejo que nos vem de dentro!

    Beijo d'(Ela)

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Nem mais (Ela)! Para quê resistir?...

      Beijos luxuriosos

      Eliminar
  5. Que delicioso despertar!
    E é tão bom quando nos deixamos perder...

    Um bom dia, Eva

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Quando corpos nus se enleiam nos lençóis, dá nisto...

      Boa noite Soul ;)

      Eliminar
  6. Confesso Eva, que as manhãs são os momentos mais quentes do meu dia. Adoro um despertar desenfreado, entregar-me ao prazer enquanto a mente ainda deambula entre o real e o sonho....
    Há lá melhor forma de começar o dia????

    Deixaste-me...com desejos molhados :)

    Beijoooos *Estrela*dos* em ti

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Também eu Estrela, também eu... Simplesmente adoro consagrar o prazer logo pela manhã!
      Sorrio aos desejos que te provoquei... que te seja uma boa manhã!

      Beijos luxuriosos em ti ;)

      Eliminar
  7. à noite a cama é terrível...


    beijo


    -___-

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. A cama é danada, mas a mente e a vontade são ainda mais!

      Beijos luxuriosos ;)

      Eliminar
  8. Respostas

    1. E que possamos satisfazê-los a todos!

      Beijos sussurrados

      Eliminar
  9. sebastiaojosecarvalhomelo24 de abril de 2013 às 09:30

    Substituindo a boca da fotografia pela tua (boca) eu direi que o dono do pénis (que não é o da foto) é um homem de sorte! ;-)

    beijos

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. É e será sempre um homem de sorte!
      A minha boca é um tesouro... ;)

      Beijos, Sebastião

      Eliminar
  10. sebastiaojosecarvalhomelo25 de abril de 2013 às 07:00

    :-) Não duvido de nada do que disseste! Nem da sorte do homem, nem da preciosidade da tua boca...e felizmente que a imaginação ainda não paga imposto!

    Beijos Eva

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. E se essa imaginação é forte... ;)

      Beijos, Sebastião

      Eliminar
  11. sebastiaojosecarvalhomelo25 de abril de 2013 às 19:34

    Ui...nem te passa pela cabeça! ;-)

    Beijos Eva

    ResponderEliminar